Anexo Museu Casa Lacerda 

Menção Honrosa

Concurso Público Nacional de Arquitetura para o Edifício Anexo e Agenciamento Externo do Museu Casa Lacerda, Na Cidade Da Lapa, No Paraná.

Localização: Lapa / PR

Ano do Projeto: 2019

Projeto Arquitetônico:

Arq. Andrei Português Rosa 

Arq. Iuri Hausen Mizoguchi

Arq. Ivan Mizoguchi

DO PROJETO ARQUITETÔNICO:

O elemento central, a essência do projeto é conformada por uma “passagem-passeio”, bem definida espacialmente, que se inicia na Travessa Francisco Brito de Lacerda, prolonga-se através do foyer, atravessa e percorre, em seu sentido longitudinal, todo o novo edifício, ora em pé-direito simples, ora em pé-direito duplo - fartamente iluminada pela luz solar -, conectando-se e associando-se fortemente aos desníveis e espaços que percorre - quer espacialmente, quer funcionalmente, quer visualmente - até se espraiar no pátio do Museu Casa Lacerda – chamado Tijoleira, com o qual se funde e se integra generosamente. Com esta “passagem-passeio” está se propondo uma promenade, um percurso que interliga entre si ruas, edifícios, espaços da mesma instituição e estes, com a paisagem natural e com o contexto urbano geral.

Um “núcleo rígido” composto por sanitários, vestiários, copa, depósitos, escada interna e plataforma. As principais instalações hidrossanitárias e técnicas estão aí localizadas.

Todos os demais espaços são livres e fluidos – tanto espacialmente como funcionalmente -, permitindo desta maneira novos rearranjos e remanejamentos que se fizerem necessários;

Localização das funções principais em “bloco unitário”, à noroeste do prédio, com a “passagem-passeio” à seu sudoeste, permitindo, com esta decisão projetual, a tão desejada continuidade visual livre (possibilitada pela existência da “passagem-passeio”), que se inicia na Sala do Relógio do Museu Casa Lacerda e deve continuar até os morros vizinhos. Foi proposto um terraço (localizado sobre o foyer) cujo objetivo é o de constituir um espaço de reuniões e encontros informais da comunidade, assim como para desfrute das visuais dos morros próximos.

 

DA SUSTENTABILIDADE

 A questão da sustentabilidade será tratada - com projetos especiais -, nas fases posteriores de desenvolvimento do projeto arquitetônico. Fazem parte do escopo deste desenvolvimento o uso de energia solar, da aplicação de placas fotovoltaicas, do controle das cargas térmicas em todos os ambientes (através do uso de vidros especiais, de brise-soleils, do uso adequado da vegetação etc),  do reaproveitamento das águas das chuvas (captadas em cisternas e nos poços existentes) para irrigação e limpeza geral, assim como cuidados especiais com a permeabilidade das pavimentações.